7 simples mudanças para você ser uma pessoa melhor

Tempo de leitura: 5 minutos

Os maiores empreendedores que você conhece provavelmente partilham algumas características comuns. Eles provavelmente trabalham duro, são relativamente inteligentes e possuem grandes quantidades de tenacidade e perseverança. Mas pequenos hábitos diários também podem fazer uma grande diferença no nível de sucesso que uma pessoa pode alcançar nos negócios e na vida, ajudando ela a ser uma pessoa melhor.

Aqui estão algumas mudanças que você deve adotar em sua rotina para ser a melhor versão de si mesmo.

ser uma pessoa melhor 2

1. Desligue o seu telefone ou deixe isso para trás

Se você tem idade suficiente para se lembrar de um tempo antes da existência de dispositivos móveis, você deve sentir falta dos tempos em que as pessoas eram mais presentes, não só fisicamente, mas prestavam mais atenção às conversas, liam livros e jornais, em vez de percorrer o feed do Facebook em seus celulares.

Fazendo uma pausa do celular em sua vida você vai se sentir melhor, mais presente e realmente vivendo o momento.

Pesquisadores encontraram mil formas como os dispositivos móveis podem impedir a pessoa de viver o momento e se envolver totalmente com as pessoas ao seu redor.

Por exemplo, 38% das pessoas perderam um momento de vida, enquanto estavam ocupadas mexendo em seus celulares. E, aparentemente, grande parte dos brasileiros é incapaz de ficar sem acesso à internet por mais de 16 horas.

O que aconteceria se você não levasse o seu celular ao cinema, igreja ou ao sair para jantar?

2. Sorria para estranhos

Se você está procurando uma maneira fácil de fazer uma boa ação para o dia, apenas distribua felicidade e simpatia às pessoas passando-lhe um breve, mas genuíno, sorriso. É uma prática que ilumina o outro. Além disso, os pesquisadores descobriram que pessoas que sorriem são vistas como mais jovens.

3. Pratique um novo hábito

As pessoas mais bem sucedidas que você conhece provavelmente desafiam-se, e não apenas no trabalho. Isso é de acordo com o psicólogo Dr. Jason Richardson, que acredita que experimentar um novo hábito durante 30, 60 ou 90 dias traz enormes benefícios.

Por um lado, sempre buscando um autoaperfeiçoamento, você é um modelo para as pessoas ao seu redor que gostaria de influenciar. Você constrói o seu senso de empatia quando entende em primeira mão o que é como se aventurar em um novo caminho.

Um novo hábito também força seu cérebro a encontrar a melhor maneira de fazer as coisas, aprimorando sua lógica. A prática de novos hábitos, até então desconhecidos, também constrói sua coragem e força que irão ajudá-lo a ter sucesso em muitas áreas.

4. Desista de ser uma pessoa multitarefa

Graças a ter crescido com a internet e dispositivos móveis que oferecem infinitas possibilidades de distração, a geração Y pode ser a geração mais confortável com a multitarefa.

Na verdade, em média, estes trabalhadores mais jovens normalmente voam sua atenção entre plataformas de mídia 27 vezes por hora. No entanto, pesquisas recentes sugerem que a multitarefa no local de trabalho não é algo tão bom.

A Universidade de Bryan College, em Dayton, Tennessee, criou um infográfico apontando que a falta de produtividade devido à multitarefa no trabalho é responsável por perdas globais anuais de US$ 450 bilhões, além de vários outros fatores preocupantes.

5. Seja mais confiante

Pessoas confiantes são mais bem sucedidas, porque elas aproveitam as oportunidades e fazem coisas que as pessoas inseguras pensam como assustadoras. Elas também são vistas como mais atraentes e tendem a ter um círculo maior de relacionamentos de alta qualidade.

Mas, ao contrário da crença popular, a confiança não é um traço de personalidade que algumas pessoas nascem com e outras não. Qualquer pessoa pode se tornar mais confiante através de uma prática simples: ficando bom nas coisas.

Para ganhar experiência e dominar habilidades, você precisa realmente tentar fazê-las. Em outras palavras, você vai ter que se arriscar e aprimorar suas habilidades no que te deixa inseguro.

6. Pare de criar desculpas

Sim, você pode voltar para a faculdade. Você pode sair da dívida. Você pode começar a poupar para a aposentadoria. Você pode encontrar tempo para visitar um parente que você têm negligenciado ou um amigo que você não tem visto há anos.

Removendo “não posso” de seu vocabulário você pode mudar sua vida.

7. Fale com o seu sábio “eu futuro”

A Fundadora e CEO da Stella & Dot, Jessica Herrin, em seu excelente livro Encontre seu extraordinário: Sonhe maior, viva mais feliz, e alcance o sucesso em seus próprios termos, convida os leitores a visualizar-se flutuando em um barco no rio observando os marcos de suas vidas passarem pelo litoral.

Imagine que é você, e depois de ver os anos passarem diante de seus olhos você finalmente desembarca em uma bela casa onde é recebido por seu “eu futuro”, mais velho e mais sábio que você.

Esta é a sua oportunidade de perguntar a essa pessoa que escolhas diferentes que você faria se você pudesse voltar. Ou, no grande esquema das coisas, o que mais importa? Qual foi sua maior conquista?

“Quando algo pequeno ou de curto prazo me deixa para baixo, eu pergunto a meu “eu futuro” se ela se preocupa com isso tudo”, escreve ela. “Acontece que, ela realmente se preocupa com um conjunto muito estreito das coisas. Família, amor, amizade e impacto. Se ela não está excessivamente preocupada com uma situação de curto prazo, por que eu deveria estar?”

Fonte: The Muse